Paraty



ROTEIRO ESPECIAL “LUGARES INESQUECÍVEIS”


Centro Histórico
Tombado como Patrimônio Histórico Nacional, quase nada mudou por ali. Erguido entre os séculos 18 e 19 na beira do mar, mantém a paisagem emoldurada por casarões coloniais e igrejas. A proibição ao tráfego de automóveis preservou o irregular calçamento em pedras, tornando a caminhada a única maneira de circular pela área e conhecer cartões-postais como a igreja de Santa Rita. Nos coloridos sobrados funcionam bares, restaurantes e lojinhas de artesanato.

 

Praias da vila de Trindade
Para apreciar alguns dos cenários mais bonitos da região, como a rústica praia do Sono (uma hora de caminhada) e as piscinas do Cachadaço, pegue a direção da vila de Trindade. Reduto de jovens, fica na direção de SP a 17 Km do trevo de Paraty, é acessível por estrada asfaltada. As praias mais afastadas possuem uma beleza exuberante.

 

Caminho do Ouro
Batizada de Caminho do Ouro por ser a passagem que ligava Minas ao Riodurante o ciclo do metal, a estrada chama a atenção não apenas pela importância histórica, mas pelas riquezas naturais e culturais que a envolvem. O caminho foi construído por escravo e ainda é possível caminhar por trechos bem preservados.

 

 

ATIVIDADES E PASSEIOS


Passeio de Barco
Há diversos roteiros pela Baía de Paraty, sempre com paradas para mergulho. O mais tradicional circula pelas ilhas próximas e pelas praias Vermelha e da Lula. Já quem busca cenários mais rústicos, a dica é ir de barco até a Ponta de Cajaíba e de lá seguir por trilhas para as praias de Martim de Sá e Grande da Deserta. Outro passeio interessante é o que leva ao Saco do Mamanguá, lindíssimo e o único fiorde tropical do mundo.

 

Arvorismo e Tirolesa
Em 2008, Paraty ganhou um parque de aventuras onde o destaque são as dezenas de  plataformas para a prática de arvorismo e tirolesa – só desta última, são 260 metros divididos em sete trechos, sendo o maior com 35 metros e passa por cima de um rio. O espaço oferece ainda rapel, caminhadas por trilhas e passeios de caiaque.

 

Cachoeira Pedra Branca
Considerada uma das cachoeiras mais bonitas de Paraty, Pedra Branca é formada por duas quedas que terminam em piscinas naturais rodeadas por pedras. Boa para banhos, atrai muitos turistas. A área guarda ruínas de uma antiga usina hidrelétrica e conta com infraestrutura de bar.

 

 

Mini Estrada Real
O parque temático, histórico e cultural reúne dezenas de miniaturas das principais construções que fazem parte do Caminho do Ouro. A “viagem” começa em Paraty e segue até Ouro Preto, passando por Tiradentes, São João del Rei, Mariana e Sabará, além de Belo Horizonte, São Lourenço e Caxambu. No belo jardim estão igrejas, pontes, praças e prédios como a Igreja de Santa Rita (Paraty) e o Museu da Inconfidência (Ouro Preto).

 

Vida Noturna em Paraty
A noite é animada no Centro Histórico, com bares transados que capricham nos cardápios e na programação musical regada a MPB, bossa nova e rock. A gastronomia da cidade é muito diversificada e os restaurantes apresentam música ao vivo para acompanhar o cardápio. Tem boates que agitam a galera com DJs, bandas de rock, festas temáticas e muito mais!

 

 

EVENTOS DO CALENDÁRIO CULTURAL


Festival da Cachaça (16 a 19 de agosto)
Sete alambiques, com oito marcas, participam do festival, com estandes, são eles: Corisco, Coqueiro, Engenho D’Ouro, Paratiana/Mulatinha, Maré Cheia, Murycana e Maria Izabel. Os visitantes podem apreciar antigos e curiosos sabores como a pinga pura (branquinha), envelhecida, caramelada e de banana, além de aproveitar as comidas típicas do local.

Sendo a única do Brasil a receber a indicação de procedência “Paraty” para a cachaça, em 2007, o produto tem conquistado cada vez mais o mercado brasileiro e internacional. A Associação dos Produtores e Amigos da Cachaça de Paraty (Apacap) comemora o momento e convida paratienses e turistas a participarem de mais uma edição do festival.

 

Paraty em Foco (26 a 30 de setembro)
O Festival Internacional de Fotografia acontece em setembro, reunindo fotógrafos do Brasil e de outros países como Inglaterra, Holanda, África do Sul, Estados Unidos, Itália, Espanha, França e Argentina. O evento acontece desde 2005 e tem programação intensa com mostras, palestras, debates, lançamentos de livros e projeções nos sobrados do Centro Histórico.

 

Semana Santa (04 a 08 de abril)
Missas e cortejos fazem parte dos festejos da Semana Santa na cidade. O ponto alto é a Procissão do Fogaréu, que acontece na Sexta-Feira da Paixão, quando as luzes do Centro Histórico são apagadas e os fiéis fazem todo o percurso carregando velas e tochas. Imagens e peças sacras ficam expostas nos Passos da Paixão -pequenos altares embutidos em paredes de sobrados, casas e igrejas -, que são abertos apenas nesta época do ano.

 

Festa do Divino (18 a 27 de maio)
A Festa do Divino, uma combinação perfeita de simbologia, música e cores, atrai milhares de visitantes na baixa temporada – as comemorações acontecem 50 dias depois da Páscoa, normalmente no final do mês de maio ou início de junho. A programação inclui uma fanfarra que agita as ruas enquanto recolhe doações que serão distribuídas aos devotos e uma grande procissão que  percorre o Centro Histórico.

 

Festa Literária Internacional de Paraty – Flip (04 a 08 de julho)
Considerada um dos eventos mais charmosos do país, a Flip o evento foi criado em 2003 e reúne grandes escritores nacionais e internacionais em palestras e debates. O público confere ainda shows com grandes nomes da MPB na noite de abertura. Paralelo ao evento acontece a Off-Flip, com leituras, saraus e lançamentos de livros. A festa dura cinco dias entre os meses de julho e agosto: http://www.flip.org.br

 

Nota: Os textos são da Editoria Férias Brasil.